sábado, 29 de janeiro de 2005

Epa, já não há paciência

A política está em crise, a economia está em crise, a saúde está em crise, qualquer dia batemos o Record do Guiness em crises e já não é preciso mais nada para acabar com os problemas, o dinheiro dos turistas curiosos em ver que país se deixa ir tanto abaixo cá deixarem, deve chegar e sobrar para recuperar o pouco que na altura ainda restar de Portugal.
Para quê perder tempo a encontrar um governo que não actua, uma oposição que só sabe criticar em vez de sugerir alternativas dignas de serem chamadas de tal !???
Epá, já não há paciência que ature isto tudo, pergunto-me se não seria melhor o país deixar de ter governantes, de pagarmos impostos, etc.. A probabilidade de daqui a uns 10 anos não restar nada português em Portugal deve ser tão elevada, que mais uns anos menos uns anos vai tudo dar ao mesmo, e assim ao menos sempre guardavamos uns trocos para "bubermos" umas vodkas ou uma pipa de vinho do Porto e morrermos felizes "a meio d'uma ganda borracheira".
Ou então que venha depressa uma tal "enchorrada" (lê-se "enche_de-porrada" lol) que leve estes políticos amadores todos à frente, já que não resolvem nada, ao menos deixem-nos em paz e deixem de roubar tempo de antena em que não dizem nada de jeito, que de saber dos problemas já estamos todos fartos, e já que não é para apresentar soluções ao menos deixem-me ver uma boa comédia na TV, sempre poupo a consulta ao psicólogo para me curar a depressão.

1 comentário:

Eurico Careca disse...

Epa,já dizia Julio César que"os Lusitanos não se governam nem se deixam governar...".