quinta-feira, 3 de fevereiro de 2005

Odeio o carnaval

Se há epoca do ano tão falsa e inutil como o Natal,é de certeza o Carnaval.Pior,só a Pascoa,por comemorar a morte(!) dum tipo que defendeu ideias que só um punhado de pessoas compreende e aplica.O resto,são interpretações abusivas e ideias feitas.
Pois é,estamos naquela altura em que os palhaços do costume largam a sua fatiota habitual de pacatos cidadãos e decidem que a velha e bafienta maxima "é carnaval,ninguem leva a mal" não só se aplica a todas as barbaridades que desejem cometer como justifica todas as insanidades possiveis e imaginarias...Já foi muita gente internada em instituições de saude mental com sintomas menos graves,e esta esquizofrenia sazonal deveria ser acompanhada por uma task-force(ou será tasco-force?:D)conjunta dos ministerios da Justiça e da Saude.Meus amigos,como alguem mais inteligente que eu já disse,muito provavelmente por outras palavras,a vossa liberdade termina quando coloca em causa a minha liberdade.É verdade que somos um pais livre e democrático,onde cada um de nós é democraticamente livre de ser o urso que aspira a ser,mas porra,se eu andasse por aí a chamar cretino a muita gente(que é uma coisa que eu quero muito fazer,mas não faço,porque respeito a liberdade alheia)todos reclamavam de mim e com razão.Assim,todos os foliões da treta que quiserem extravasar a sua alegria artificial,façam o favor de o fazer LONGE de mim.

De preferencia na Antartida.

Respeitem os outros se quiserem ser respeitados...Farto de ursos e outros animais de circo estou eu...

3 comentários:

Anónimo disse...

El Chino Torero

ass: Fragoso

Eurico Careca disse...

pois,tinha-m esquecido desse!

SB disse...

já somos dois...